RESIDÊNCIAS MUNICIPAIS EM  CARCAVELOS

2019  |  concurso promovido pela Câmara Municipal de Cascais

1/8

As Residências Municipais para estudantes e jovens em Carcavelos foram projetadas com o objetivo de promover a integração social e o contacto humano num ambiente pleno em vegetação e com ótima exposição solar, tirando partido da ampla e verde envolvente paisagística. 

O edifício organiza-se em torno de um Pátio Ajardinado, centro da vida social das residências. De acesso controlado para residentes e convidados, conforma uma zona de lazer que dá acesso à maioria das unidades habitacionais (apartamentos e residências de estudantes), possibilitando e estimulando a interação e a formação de laços sociais entre moradores.

Propõe-se uma frente de estabelecimentos comerciais relacionada com o jardim público pré-existente, incluindo cafés com esplanada, de forma a incrementar a dinâmica social local.

Para dar continuidade visual e ecológica ao jardim pré-existente, maximizar a exposição solar e proporcionar vistas desde o pátio ajardinado até ao distante oceano, o número de pisos do edifício é reduzido gradualmente de Norte para Sul, gerando uma série de terraços ajardinados. Por contraste, nas frentes de rua a Norte, as cérceas são alinhadas com os edifícios adjacentes e as fachadas têm um caráter austero, integrando naturalmente o edifício no seu contexto.

A organização funcional deriva da relação do edifício com a envolvente: as residências de estudantes e as tipologias maiores usufruem dos terraços ajardinados; as tipologias duplex encontram-se na zona Norte, contendo varandas com floreiras verdejantes relacionadas com o pátio ajardinado e, na fachada oposta, janelas sobre as vinhas circundantes; as tipologias de um só piso encontram-se nas zonas de gaveto, com acesso através de átrios semi-exteriores que as conectam com os espaços comuns e garantem a ventilação transversal.

Propõem-se estratégias bioclimáticas para redução do consumo energético do edifício: aproveitamento da energia solar para aquecimento de água e produção de eletricidade; estratégias passivas como sombreamento dos vãos Sul através de varandas, isolamento térmico e ventilação transversal em todas as habitações; reaproveitamento de águas pluviais para rega e de águas cinzentas para autoclismos; utilização de vegetação autóctone e de baixo consumo hídrico.

Concebida com a preocupação de se compor como espaço de encontro e familiaridade em estreita relação com a natureza, a proposta visa gerar uma comunidade coesa de jovens residentes.

localização:           

cliente:               

ano:                

área:                

estado: 

arquitectura:   

arq. paisagista: 

Carcavelos, Cascais

Câmara Municipal de Cascais

2019

10 000m2

Estudo Prévio

Simão Botelho

Susana Ribas